Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros

Crianças aprenderam a fazer cocar e sobre algumas manifestações dos índios
Data de inclusão: 04/12/2023 16:36

Uma vivência sobre a valorização da cultura e dos costumes dos povos indígenas movimentou a turma do Jardim do Centro de Educação Infantil (CEI) Professora Cássia Maria Schnaider, do bairro Cordeiros. A partir da leitura do livro “Sou indígena e sou Criança”, de César Obeid, que retrata vocábulos, objetos e tradições dos índios, a professora de Múltiplas Linguagens do CEI, Aline Thaís, realizou diversas dinâmicas com os alunos. A ação integrou a programação do projeto Kizomba.

As crianças aprenderam a confeccionar um cocar, uma espécie de coroa que utiliza penas naturais, e conheceram palavras da cultura indígena, como oca, curumim, cacique. Ainda foram realizadas pinturas corporais para ilustrar a forma como os indígenas se vestem para as festas. E, durante o almoço dos pequenos, foi servido peixe, um dos principais alimentos dos índios.

“Também confeccionamos um ‘pau de chuva´, com o objetivo de conscientizar a importância da chuva para os indígenas, o quanto eles estimam as chuvas, que chuva é sinal de prosperidade. Trouxemos esta problemática por estarmos inseridos em uma comunidade atingida pelas cheias e muitos são os medos que permeiam a mente de nossas crianças quando pressentem a vinda da chuva. Conversamos também sobre os benefícios da chuva, que devemos cuidar dos rios, não jogar lixo nas ruas, que muitas vezes estes vão para dentro do rio e causam as cheias”,enfatizou a professora Aline.

Arte para conscientizar sobre a preservação

A vivência culminou com a apresentação do trabalho de uma importante artista e ativista do Pantanal Mato-Grossense, Rita Ximenes, que retrata, por meio da sua arte, a representação dos peixes nativos e a conscientização sobre a preservação dos rios e matas ciliares. A partir do trabalho da artista, as crianças fizeram a releitura de uma de suas obras, com esponjas de cozinha, para ilustrar o Pantanal Mato-Grossense (Rios e Matas) e com rolhas de vinho (como carimbos) para reproduzir as pintas do Peixe Pintado.

“Nossas crianças amaram todas as vivências propostas. Com certeza, mais uma rica experiência para ficar na memória de cada uma delas”, destacou a diretora da unidade, Daisy Bacca. 

Imagens relacionadas

Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Vivência sobre a cultura indígena movimenta CEI do bairro Cordeiros
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2024- Município de Itajaí